quarta-feira, janeiro 26, 2011

É quando as mãos se entrelaçam que o amor cresce. A cumplicidade plena, ali, naquele momento. São só dois, e o mundo inteiro para trás das costas. Ai vão eles. Vão ser felizes.

Também poderás gostar

0 comentários

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe