domingo, abril 24, 2011

Deixámos que o tempo se arrastasse sem que fizéssemos nada por nós. Agora, sofro as consequências da culpa que carrego por não ter lutado por ti. Não é justo. Um passo em falso ou depois do tempo e nada, mesmo nada, voltará a ser como era. Não posso dizer que sinta falta de ti, porque sei que estás sempre lá quando precisar, mas sim do que fomos em tempos, juntos. Eu aqui, tu não sei bem onde. Eu a escrever para ti, tu a escrever sei eu bem para quem. Não consigo mais, não suporto esta dor. Saber que o meu lugar em ti foi ocupado por outra pessoa, apenas por uma estúpida discussão que mudou tudo, completamente tudo! Desculpa não ter lutado, mas naquela altura senti que tu também não o querias fazer por nós. E um só a lutar não faz sentido. Não para mim.

Também poderás gostar

0 comentários

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe