sexta-feira, julho 22, 2011

Tu és o Sol. Eu sou a Lua. Tu és a estrela e eu o buraco negro. És fogo e eu água. Somos os extremos que não se tocam. Sei bem que não iríamos sobreviver assim. Nenhum amor sobrevive. No entanto, és tudo e sem ti sou nada.

Também poderás gostar

0 comentários

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe