Vamos fingir que estamos apaixonados. Só hoje. Só esta noite. Vamos deitar-nos no meio da estrada, a ver as estrelas. Não passam carros a esta hora da madrugada. Só se ouve o vento a passar por entre as folhas das grandes árvores nas margens. Apanhas uma estrela para mim ou dás-me somente a Lua? Bem, simplesmente não interessa. Eu só queria que me desses o teu coração e recebesses o meu em troca, se prometesses cuidar dele, sem o magoares ou ferires. Lamento que só em falsas ilusões isso possa vir a acontecer. Lamento que sejam essas ilusões que alimentem o meu amor por ti. É mais forte que eu. Desculpa-me por isso. Desculpa-me por ter tornado tudo tão estranho, mas por vezes é impossível esconder algo que é mil vezes maior que nós. Vamos continuar a fingir que estamos apaixonados. Só por mais uns momentos. Não falta muito para amanhecer. Vamos viver este amor até ser dia. Depois deixo-te ir. Segues o teu caminho e eu permaneço neste mesmo lugar, à tua espera. Para sempre, em vão.

Sem comentários:

Enviar um comentário