Os meus olhos estavam vendados. Ouvia apenas a minha respiração, numa harmonia vibrante com a dele. Sentia as suas mãos acariciarem-me a cara, num toque suave que me fez arrepiar. A sua boca aproximou-se de mim e senti os seus lábios tocarem-me. Beijou-me. Arrastou-se até ao meu pescoço. A loucura da paixão mal tinha começado.

3 comentários: