Podem achar isto e aquilo. Podem dizer o quiserem. Podem inventar mil e uma coisas. 
A única verdade é simplesmente esta: vocês não me conhecem.

11 comentários:

  1. quem nao conhece nao tem o direito de abrir a boca.
    sim, é bom amar. então amar desta forma tão minha (nossa) ainda melhor se torna.
    beijinho de boa noite:)

    ResponderEliminar
  2. mais nada, quem não conhece, não pode apontar o dedo sequer. grande isto, grande!

    ResponderEliminar
  3. Acho que, por vezes, nem nós próprios nos conhecemos :)

    ResponderEliminar
  4. Vai ser sempre assim, seremos sempre julgados pelo que fazemos e pelo que nao fazemos.

    ResponderEliminar
  5. fico tão contente por teres voltado ao blog, Catarina! :')

    ResponderEliminar