Poucas são as coisas que não me fazem lembrar de ti. Estás sempre tão longe, tão distante. A saudade aperta e aquando isso, parece que tudo o que faço é para ti, tudo o que vejo és tu, tudo o que sinto é o teu corpo. Custa-me voltar a uma realidade que não esta de te ter junto a mim. Custa, mas ninguém disse que era fácil.

1 comentário: