26 de março de 2012

Talvez um dia possamos ser tão cúmplices quanto dois amantes envolvidos na paixão dos seus actos. Talvez um dia os nossos corações cantem uma só melodia harmoniosa. E se por um momento sentirmos que as nossas mãos entrelaçadas estão demasiado ligadas não contrariemos essa benção. Talvez um dia isso signifique que um nós para sempre é possível.

4 comentários: