terça-feira, maio 22, 2012

Não tenho o teu amor, mas tenho a tua amizade. Não tenho os teus beijos, mas tenho os teus abraços. Tenho as tuas palavras e os teus gestos. Tenho-te quando preciso que estejas por perto. Compreendes o meu olhar. Sabes o que estou a sentir. Talvez até já tenhas notado a minha loucura por ti. Mesmo assim, não desistes enquanto não me arrancas um, dois, três sorrisos. Não desistes de me oferecer o teu melhor sorriso. Aquele pelo qual me apaixonei. E, às vezes, parece que fazes de propósito. Como se quisesses que perdesse o controlo sobre as minhas próprias mãos e que estas agarrassem o teu rosto. Como se quisesses que os meus lábios se arrastassem para junto dos teus. Como se me obrigasses a fazer algo que tu não tens coragem de fazer. Mas, eu só não consigo controlar a imaginação. Os impulsos guardo-os para mim. Felizmente, possuo uma mente que controla bem o coração.

Também poderás gostar

4 comentários

  1. Isto faz-me lembrar muito qualquer coisa, parece que escreves por mim pah :)

    ResponderEliminar
  2. Eliminei o teu comentário sem querer, ainda estou a dormir xD

    Com certeza hás-de estar para a matemática como eu estou para a enfermagem :D

    ResponderEliminar
  3. O que interessa é não desistir xD
    No meu caso, a preocupação é mais arranjar trabalho...

    ResponderEliminar
  4. Adoro mesmo. Identifico-me mesmo com o teu texto. Beijinho :)

    ResponderEliminar

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe