A lua poderia ter sido nossa testemunha, mas algo se perdeu na noite. Num impulso, o ambiente quente que se vivia tornou-se tão gélido que, por instantes, senti o coração parar. Esses teus olhos que antes me proporcionaram o infinito, não passam agora de órbitas vazias e distantes, assim como a tua mente. Nunca cheguei a compreender a tua partida e sem ti, tudo em mim foi quebrado. Ainda não me encontrei completamente; perdi demasiado quanto te foste.

27 comentários:

  1. arrancam tanto de nós sem que o percebamos. ou será que o entregamos pedaços de nós às cegas? gostei muito.

    ResponderEliminar
  2. nosso coração consegue embarcar muito amor, mas por vezes fica tão pequeno..; gostei muito*

    ResponderEliminar
  3. como percebo o que escreveste. já passei por algo semelhante. dói mais do que deveria ser permitido doer a qualquer coração.

    gostava de entrar em Ciências da Comunicação :)

    ResponderEliminar
  4. Olá! :) Não tenho blog, mas preciso imenso da tua ajuda pelo simples facto de ter imensos ciúmes e andar num pleno dilema!
    E qual é o meu dilema? Bem, o meu namorado vai passar o S. João no Porto com amigos (inclui amigas grrrrr, que bem, conheço-os a todos) pela primeira vez. O facto de só chegar a casa de manhã, devido a ter transporte apenas de manhã atormenta-me um bocado, tal como o facto de beber, sim porque no S. João, é andar de bar em bar e beber!
    Apesar de ele não beber muito, com os amigos todos é o que se sabe...
    Não consigo meter isto na cabeça, não consigo!
    Apesar de tudo, sei que é uma coisa que ele quer muito, pois ao fim de ele acabar o duro 12ºano como ele diz 'queria-me divertir pela primeira vez' (p.s.: ele não foi a viagem nem a baile de finalistas).
    Help meeeeee*

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana. Como sabes, eu não conheço as pessoas em questão, portanto vou falar por alto. É normal que o teu namorado se queira ir divertir com os amigos, é normal que beba, etc. Percebo o teu receio, mas tal como tu disseste, é uma coisa que ele quer muito e tu deves apoiá-lo e, contudo, dizer-lhe que tens medo que lhe aconteça alguma coisa. É normal teres esse "dilema", mas tens apenas de saber controlar essa ansiedade enquanto ele estiver fora e acima de tudo confiar nele.
    Espero que te tenha ajudado.

    ResponderEliminar
  6. sem dúvida que ajudaste, e um MUITO obrigada por isso! é sempre bom e bastante gratificante poder ouvir estes conselhos que nos ajudam a ultrapassar certos obstáculos e 'dilemas' :)
    desculpa por te ter chateado com os meus problemas.
    passado o s. joão, virei aqui relatar tudo, sim? :)

    kiss*

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que te pude ajudar, então. Cá estarei à espera de novidades. Espero que corra tudo bem. Um beijo :)

    ResponderEliminar
  8. olá querida! :)
    olha, não aconteceu nada! ele acabou por não ir, porque muitos não podiam ir e pronto...
    independentemente de tudo isto, eu já estava conformada e orgulhei-me de mim mesma por mudar a minha postura :)agora vamos a ver se a consigo manter!
    mais uma vez, muito obrigada*

    beijinho grande,

    ResponderEliminar
  9. olá querida :))
    bem, estou triste, muito triste! o meu namorado tirou 8 no exame de português, o que não pensava ter, sinceramente. (ele anda no 12ºano!)
    como tal, a segunda fase é já na sexta-feira, dia em que vai ter prova para entra na faculdade, e só vai ter alguns dias para estudar!
    está em baixo, viu-se 'em tantas semanas a estudar para nada, já não vou entrar na faculdade' ...
    estou mais em baixo que ele, nem sei que lhe diga!!
    help me*
    beijinho!

    ResponderEliminar
  10. olá querida! estou aqui mais uma vez, a chatear-te com os meus problemas, desculpa.

    desta vez, trata-se do meu namorado ir agora para a faculdade e o meu receio de tudo: as festas, a bebida, o ambiente novo que vai conhecer e fazer parte, as pessoas que vai ver e as novas raparigas que vai conhecer, as influências...
    verdade seja dita: sou super ciumenta, muito, muito, muito mesmo (como já tinha referido).
    tenho medo de tudo, medo que deixe de me dar atenção e que se interesse por outra rapariga, que mude com este novo mundo e se revele uma pessoa diferente, a que eu não estou habituada.
    por mais que ele me tranquilize e diga que 'vais ser sempre a minha princesa', o 'mundo da faculdade' dá-me sempre arrepios!
    (de notar que sou mais nova que o meu namorado 4 anos, mas até aqui nada contra. a idade nunca foi, nem será um facto problemático na nossa relação! a diferença nem se nota, ehehe)

    ajuda-me, por favor*
    um grande beijinho!

    ResponderEliminar
  11. Ana,
    não há muito que possa fazer para te ajudar. Aquilo que tens de fazer é ter controlo sobre ti própria e os teus ciúmes. Tens de apoiá-lo nesta fase da vida dele onde vão ocorrer imensas mudanças. E se por acaso sentires que ele não te dá tanta atenção, tens de tentar perceber o que está por trás disso. Ele não vai ter o mesmo tempo, porque a faculdade não é brincadeira e é preciso abdicar-se de algumas coisas. Eu pelo menos tive de o fazer.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. estou de rastos! acabei com o meu namorado.
    ontem à noite ele foi dormir a casa duns amigos nossos (1 amigo e 2 raparigas). o amigo fuma (erva) e elas fumam às vezes, tabaco.
    ele nunca se meteu nisso e foi uma desilusão para mim, fumou um cigarro (ainda que mo admitiu...)! é o suficiente.
    eu avisei-o, e ele nem por respeito a mim não fumou.
    eu acho que também foi para 'impressionar' os amigos e não ser o único a não o fazer.
    não páro de chorar, a minha vida acabou.

    ResponderEliminar
  13. Ana, eu vou ser super sincera contigo. Pelo que me tens contado nos comentários, noto que és muito ciumenta e possessiva em relação ao teu namorado e a todos que se chegam perto dele. eu estou a ser assim directa para mais tarde, quer seja com ele ou com outro rapaz, não voltes a cair no mesmo erro. os rapazes não gostam disso, precisam de liberdade e que tenham confiança neles. fico triste por ti que tenham acabado, muito sinceramente. agora não te podes ir abaixo. o verão chegou. aproveita a vida!

    ResponderEliminar
  14. olá querida!*
    desta vez é o meu namorado que está bastante em baixo. ele só vai concorrer à 2ºfase para acesso à faculdade e o que o preocupa é q só restam 2 vagas, o que no meio de muita gente é praticamente 0!!
    o que ele quer é mesmo aquele curso (educação musical), por ele não concorria para mais lado nenhum, se não fosse a mãe e a família a dizer para ele colocar mais opções.
    bem, escusado é dizer q ando pior que ele. também não quero que vá para uma coisa que não goste, não vale a pena.
    o que achas?
    beijinhooooo :)

    ResponderEliminar
  15. Olá Ana, é uma situação difícil e muitos passam pelo mesmo. O que ele pode fazer, caso não entre na 2ª fase, é aproveitar o tempo que vai ter durante este ano lectivo. Pode sempre ir melhorar as notas do secundário, ou trabalhar para ter algum dinheiro para ele. Ele não vai perder a vida por um ano, a sério. Eu própria queria ter tido um ano para descansar até entrar na faculdade. Depois pode sempre voltar a candidatar-se para o ano. Não é preciso desesperar, sério ;)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. muito obrigada mesmo! bem, eu vou explicar: o meu namorado o que quer mesmo seguir é trompete, e como ele ainda não tem bases suficientes para entrar em instrumento e para recuperar, ia estar 3 anos a fazer o curso de educação musical, que é uma coisa que também gosta e o ia ajudar na recuperação.
    é sempre triste quando estamos iludidos e com esperanças de entrar e vai-se a ver só restam duas vagas...
    mas acho que deve ser um tédio ir para aquilo que se não gosta, certo?
    mais uma vez obrigada, ajudaste*
    beijinho grande

    ResponderEliminar
  17. Vai correr tudo bem, Ana, não te preocupes ;)

    ResponderEliminar
  18. estou de rastos, mesmo! ele agora quer dar um tempo até saírem os resultados porque diz que não consegue dar-me o carinho suficiente e não me faz feliz neste momento, diz que está com demasiada pressão, que a nossa relação agora não está bem (estamos sempre a discutir e ele pode dizer coisas que não quer dizer {mais pelo facto de estarmos os dois anciosos e impacientes}) e que secalhar vai ser muito melhor para nós, vamos crescer!
    juro que não aguento, não entendo, é demais!
    eu já lhe disse que quero estar ao lado dele para o ajudar, mas não adianta. teima em dizer que vai ser muito melhor para os 2, e que ama.
    ajuda-me :((

    ResponderEliminar
  19. Ana, não há muito que te possa dizer... Se é isso que ele quer, como sabes, não o podes obrigar a estar contigo. Ele sabe que tu gostas dele e quando as coisas acalmarem, ele sabe que te terá ao seu lado. Não posso dizer-te muito mais. Deixa passar o tempo.. As coisas hão-de resolver-se.

    ResponderEliminar
  20. ontem tive uma conversa séria com ele, e acabamos mesmo por dar um tempo.
    ele disse que, muito sinceramente, estava cansado da nossa relação, que tinha de perceber se realmente sentia a minha falta e me amava, visto já não ter tanta vontade de me mandar mensagens. disse que a vida dele estava um caos, e que não podia estar numa relação, logo ela está num ponto de interrogação durante um tempo. também disse que seja qual for a decisão dele vai ser bom para nós!
    eu até lhe perguntei se não tinha vontade de me mandar mensagens (como sempre tinha) por causa da anciedade da faculdade, mas não, disse-me que isto já vem há mais tempo.
    sabes? isto tudo veio quando eu fui de férias 1 mês inteiro em agosto para a aldeia. ele sofreu muito, visto que eu andava sempre dum lado para o outro, ora em festas, ora na piscina, ora na café e talvez não lhe pudesse dar a devida atenção, enquanto ele estava (quase) sempre fechado em casa a olhar para 4 paredes. ele disse mesmo que secalhar se 'habitou' a isso e mal, por sinal.
    tenho tanto medo, tanto! como é que após um ano de amor isto veio acontecer?
    só espero que isto seja apenas uma fase e que se aperceba que me ama e o sentimento consiga falar mais alto.
    e também espero que consigo resistir em mandar-lhe alguma mensagem!
    estou muito mal, mesmo. agora olha..... é esperar para ver...
    até lá, é sofrer.

    ResponderEliminar
  21. Sim, talvez tenha sido isso. Espera para ver o que acontece. Se ele sentir a tua falta, ele vai voltar para ti.

    ResponderEliminar
  22. acabou tudo em bem, felizmente! :) após 2 semanas de sofrimento, estamos juntos de novo e ele entrou para a faculdade no curso pretendido :)
    agora o que me perturba mesmo é o facto de não ter tanto tempo para mim e andar sempre numa roda viva, sim, é que ele não pára e está apenas no 2º dia...! não estava nada habituada a isto, nada mesmo, mas pronto, vou aprendendo!
    bem, é isto e ele já amanhã ter um jantar de caloiro e festa até de MANHÃ :((
    apoio precisa-se!
    beijinho, obrigada por tudo

    ResponderEliminar
  23. Ainda bem que ficou tudo bem, Ana. Agora tens de deixá-lo viver novas experiências. É normal que ele queira sair, ir a festas da faculdade. Vai ser bom para ele, acredita!
    Beijinho, e não tens de agradecer!

    ResponderEliminar
  24. ando bastante em baixo.. não confio em mim, nunca confiei, nunca fui segura de mim. mas agora, não sei o que se passa, parece que está tudo a custar mais.
    acho-me feia, apesar de todos dizerem o contrário!
    podes-me dar o teu email para eu te enviar fotos minhas e dizeres, sinceramente, aquilo que achas?

    ResponderEliminar
  25. Ana, não vou fazer isso. Primeiro: não tenho o direito de te julgar pela aparência, sendo tu bonita ou feia. Segundo: tens de ter mais auto-estima e dar valor a quem és, acima de tudo...

    ResponderEliminar
  26. querida!, o que me trás aqui desta vez? :)
    vai ser uma semana dura que aí vem, acho que 'dura' nem serve para definir os dias que se aproximam e pelos quais ando completamente aterrorizada.
    ora, segunda-feira o meu namorado vai ter jantar de curso e depois vai para a noite e quinta-feira vai com a manada toda (caloiros e respetivos doutores) para uma discoteca no porto. 2 diretas semanais, que boooom!
    sabes?, são nestes momentos que a nossa diferença de idades se destaca, pelo menos para mim. e não, não é ser egoísta, mais dói-me saber que ele pode fazer coisas que eu jamais neste momento poderei fazer, dói saber que ele está na noite e eu na cama. e sim, eu sei que o meu tempo chegará, mas e até lá?
    não me cabe na cabeça que ele possa embebedar-se, fumar, estar e dançar com outras raparigas, etc etc etc! e eu sei que isto não é da minha conta e aliás, não sou a mãezinha dele, mas enoja-me só de pensar, enoja-me severamente! eu confio nele, a sério que sim, e sei que jamais me trairá, mas nada me tranquiliza, nada.
    já sei que vai ser uma semana em que vai andar todo enfonado, cheio de sono e sem tempinho nenhum para mim.
    que hei-de eu fazer? mais noites a sofrer, sofrer, sofrer.

    ResponderEliminar