quarta-feira, junho 13, 2012

São sonhos desperdiçados, lágrimas em vão. Palavras atiradas ao vento, sentimentos amachucados como folhas de papel. Afectos sem recompensa, segredos envoltos em ilusão. E um amor que nunca conquistou um princípio.

Também poderás gostar

5 comentários

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe