23 de julho de 2012

O infinito não acaba. O infinito é nunca. Ou sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário