sábado, agosto 11, 2012

Senti algo quente apertar o meu braço sensível. A tua mão puxava-me para junto do teu corpo e a tua boca encostou-se ao meu ouvido, sussurando algo. Não compreendi logo, mas deixei-me levar na tua companhia para um local mais seguro. Voltei a ouvir a tua voz bem junto de mim e conseguia sentir o calor das palavras que pronunciavas - sei que não tenho sido a melhor pessoa do mundo para ti, mas sabes que te adoro, não sabes? Num acto instintivo, os meus braços envolveram o teu pescoço, sentindo os teus fazerem o mesmo na minha cintura. E assim ficámos. Num abraço que pareceu eterno. 

Também poderás gostar

10 comentários

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe