À velocidade a que os meus dias passam, nada me deixa prolongar pensamentos e dei conta de que não me lembro da tua existência por escassas horas. Esqueço o teu cheiro e o teu jeito; as memórias. Como se tudo o que vivi por ti tivesse sido apagado. Mas com o pôr-do-sol regressa a calma e o tempo passa lentamente. E volto a lembrar-te como o grande amor da minha vida.

8 comentários: