12 de setembro de 2012

Perguntas sem resposta. Factos sem certezas. Furacões de pensamentos. E um coração nos últimos batimentos.

4 comentários: