17 de outubro de 2012

A chuva ia caindo sobre o meu rosto. Desprotegida, deixei que as gotas de água me atingissem e trouxessem as lembranças, sem que me opusesse. Recordações primaveris que apeteciam ter de volta. E a saudade regressou; e a saudade permaneceu.

4 comentários: