3 de janeiro de 2013

Guardo cada sorriso teu solto no ar. Fazes-me bem, enquanto o mundo lá fora continua demasiado disperso, tentando perceber as nossas reais intenções. Duas almas que se encontraram. Dois corações que batem em protecção um do outro. E que tudo permaneça tão doce como hoje; tão suave como o amanhecer que se mostrará em breve.

3 comentários: