Quero segurar este e outro mundo com apenas duas mãos. Guardar a dor de quem me é próximo, apenas para ver um sorriso. Esqueço-me também de que sou apenas um ser humano. Carne e osso. Não ferro. E por tanto querer, não consigo evitar toda a tristeza que cai sobre mim. 
Hoje, perguntaram-me porque estava diferente. Mais distante, mais fria, mais triste. Respondi apenas que tinha motivos para isso.

1 comentário: