fotografia

Verão 2014

Mais um Verão que chega ao fim e não fiz metade do que tinha planeado mesmo antes de começar. Não foi o melhor Verão de sempre, mas também não foi o pior.

Afastei-me de algumas pessoas, aproximei-me de outras. Não fui a tantas festas como estava acostumada, mas diverti-me quando tive oportunidade. Passei as noites com o meu pessoal no STOP, um café-bar na terrinha do lado. O meu pai proporcionou-me a maior surpresa de sempre ao aparecer cá em casa, no dia do meu aniversário. Já não o via há sete meses, porque ele estava - e está - a trabalhar em Angola. Passei umas boas tardes de cusquice com a minha melhor amiga, quando ela tinha folga. Voltei a ficar viciada em café. Não tirei praticamente fotografias nenhumas.

Untitled

O João ofereceu-me um boneco miniatura do Walter White, da série Breaking Bad. Fiquei conhecida como A Menina do Monster, quando os meus amiguinhos resolveram enfeitar-me o carro com autocolantes da marca! Ri muito. Chorei pouco (progressos!). Fiquei o Verão inteiro no mesmo nível do Candy Crush.

Untitled

Li, finalmente, As Cinquenta Sombras de Grey. Agora, estou à espera que a minha tia me empreste o segundo livro. Vi dois grandes amigos meus abandonarem o país em buscar de um futuro melhor para eles. Comecei a ver Anatomia de Grey. Assisti, novamente, a muitos filmes da Disney, só para matar saudades! E, tal como em todos os outros anos, houve uma expressão que personalizou este Verão. Foi a vez do ´Tás sóbrio?!

E, entre tantas outras coisas, ouvi música. Muita música. Deixo-vos aqui a minha playlist do Verão 2014. Um resumo do que presenciei, do que vivi e do que me fez feliz!

Espero que tenham tido um óptimo Verão!

amor

Palavras inesperadas

we ❤ it
- Oh, eu queria vir cá porque depois acabam-se as férias e vamos estar muito menos tempo juntos...

É disto que eu preciso. Palavras quentes, capazes de reconfortar qualquer coração carente. Palavras inesperadas, capazes de me arrancar um sorriso enorme e fazer o meu coração pulsar fortemente.

Os motivos não são tão agradáveis quanto eu gostaria, a rotina estará de regresso e tu longe, bem longe, de casa. Longe de mim. Mas saber que sentirás tanto a minha falta como eu sentirei a tua, preenche grande parte do vazio que fica em mim quando te vás embora.

Não é fácil quando passamos tanto tempo com uma pessoa e nunca vamos para lado nenhum sem ela e, de repente, apesar de sabermos que o momento acabaria por chegar, mais tarde ou mais cedo, tens de passar longos dias sem vê-la, sem poder ouvi-la.

Vou sentir tanto, mas tanto, a falta dele!
4 on 4

Projecto: 4 on 4 (CANCELADO! (por agora...))


Inspirada por diversos blogs que sigo e adoro visitar, resolvi criar o 4 on 4. O objectivo deste desafio é dar a conhecer um pouco mais de mim a quem por aqui passa. Durante um ano inteiro, todos os meses, no dia 4, poderão encontrar, em cada post, quatro curiosidades, paixões e/ou interesses meus, acerca de vários temas - desde as minhas lembranças até às receitas preferidas, com fotografias à mistura!

Desafio-vos a criarem também o vosso próprio X on X! Há muitas outras versões que podem seguir, como por exemplo, um desafio apenas de fotografia.

Espero que gostem!
fotografia

Semana no Algarve

Algarve 2014
Algarve 2014
Algarve 2014
Algarve 2014
Algarve 2014

Foi uma semana produtiva, sem dúvida. Fiz imensas palavras-cruzadas e comecei a ver do início a série Anatomia de Grey (algo que já queria fazer há algum tempo!). Não, não fui à praia - os meus pais foram por mim! Não, eu não sou fã de ficar um dia inteiro a torrar debaixo do Sol. Não, eu não suporto areia nos pés, nem a marca do biquíni na pele. Achem-me estranha, esquisita ou até mesmo louca, como já tanta gente me acha! Mas espero que tenham gostado das poucas fotografias que tirei nessa semana.
fotografia

Momentos Instagram #3

video
O pequenino do vídeo é o Kiwi, o coelho da minha irmã.

Instagram: @patriciavlobo
das coisas giras

Das coisas giras #2

DSC07395
DSC07398
DSC07399

Um caderno velho, uma caixa de sapatos e um pouco de papel de embrulho. Ontem, apeteceu-me inventar um pouco e até gostei do resultado. Estava a precisar de dar vida ao caderno onde faço os meus rascunhos, escrevo listas de compras e até receitas! A caixa para colocar todo o material de escritório não estava nos planos, mas acabei por forrá-la também e agora consigo ter a secretária um pouco mais arrumada - finalmente!
E vocês, costumam fazer este tipo de reciclagem?
amor

Tarde demais


Nada se passa, nada acontece, tudo permanece igual. Os dias passam de braço dado com as oportunidades que vamos desperdiçando. Eu sou cobarde, tu és cobarde, uma viva para nós. Para nós que não somos capazes de segurar na mão um do outro, mas seguramos o mundo de cada um quando este parece desabar. Nós que não conseguimos expulsar os nossos sentimentos com palavras, mas somos capazes de usá-las para nos magoarmos por ciúme ou frustração. Somos isso, o cúmulo da frustração, sem realmente o ser. E é frustrante quando temos tantos planos e tantos sonhos e sabemos que não serão realizados porque não há ninguém que dê a merda do primeiro passo.
E quando já for tarde demais? Quando o passado for posto para trás das costas e cada um de nós também lá ficar. Tarde demais para a coragem de um apaixonado, para a paixão de um amante, para o amor de um nós que não passará de um bonito sonho...

Mais lidos

Facebook

Seguidores

Subscribe