Tarde demais


Nada se passa, nada acontece, tudo permanece igual. Os dias passam de braço dado com as oportunidades que vamos desperdiçando. Eu sou cobarde, tu és cobarde, uma viva para nós. Para nós que não somos capazes de segurar na mão um do outro, mas seguramos o mundo de cada um quando este parece desabar. Nós que não conseguimos expulsar os nossos sentimentos com palavras, mas somos capazes de usá-las para nos magoarmos por ciúme ou frustração. Somos isso, o cúmulo da frustração, sem realmente o ser. E é frustrante quando temos tantos planos e tantos sonhos e sabemos que não serão realizados porque não há ninguém que dê a merda do primeiro passo.
E quando já for tarde demais? Quando o passado for posto para trás das costas e cada um de nós também lá ficar. Tarde demais para a coragem de um apaixonado, para a paixão de um amante, para o amor de um nós que não passará de um bonito sonho...

2 comentários:

  1. "Para nós que não somos capazes de segurar na mão um do outro, mas seguramos o mundo de cada um quando este parece desabar. " lindo! não tenhas medo de ser tu a dar o primeiro passo, quem sabe se esse nao é o primeiro de tantos outros que vêm a seguir?

    ResponderEliminar
  2. Como me identifiquei com estas palavras...

    ResponderEliminar