10 de agosto de 2015

Vejo-te


Vejo-te chegar e nada mais existe no mundo para além de ti. És feito dos segredos que quero conhecer. A vida que quero viver. O amor que quero experimentar.
Vejo-te sorrir e, em segredo, vendo a minha alma para beijar os teus lábios. Bastaram apenas alguns segundos para o meu coração se voltar a render a cada pedaço teu. Não é justo. Não depois de todo este tempo longe de ti. Parece que sufoco. E é um sufoco tão doce. Imaginar-te em mim, uma vez mais. As tuas mãos na minha cintura. Os teus olhos fixos nos meus.
Mas vejo-te partir e sou eu que não existo mais.

1 comentário:

  1. Temos que ter alguém que faça de nós uma prioridade, não uma opção :)

    ResponderEliminar