Colorir a vida


Há dias em que a tua vida é uma tela pintada em tons negros. Há dias em que nenhuma outra cor parece certa, pois tudo combina com aquilo que sentes.

Os dias passam devagar quando não tens ninguém com quem os partilhar. Uma simples pergunta pode fazer toda a diferença. Como está a correr o teu dia, amor? E tu terias todo o gosto em dizer-lhe que o teu dia estava a ser maravilhoso porque o tinhas na tua vida.

Os dias são monótonos quando não tens ninguém com quem os partilhar. Uma simples decisão pode significar uma saída da rotina e um dia de eventos inesperados. E tu terias todo o gosto em criar essas pequenas memórias, sendo ele o protagonista na tua mente.

Antes dele, a minha vida também era assim. Vazia e sem cor. Mas se achas que a tua não vai mudar, desengana-te!

Ele vai estar ao virar da esquina, com uma caixinha de lápis de cor para colorir a tua vida.

ESTE TEXTO FAZ PARTE DO PROJECTO CAFÉ COM BLOG


Patrícia Lobo
Romântica incurável, convicta de que é o amor que nos move. Portuguesa. Filha mais velha dos melhores pais do mundo. Mas, sobretudo, menina do papá. Amante de letras e números. Viciada em séries, música e beijos na testa.
Vinte e três anos, um metro e cinquenta e oito de altura. Sou muito mais do que aquilo que penso ser. Quero ser muito mais do que aquilo que sou.

2 comentários:

  1. Um texto belo e sensível.
    A sintaxe portuguesa deixou-o ainda mais belo.

    ResponderEliminar