Autora


O chão que piso, muitas vezes me foi retirado e senti que nunca mais voltaria a estar onde me encontrava. Chorei rios e jurei cumprir promessas que quebrei. Perdi todo o fôlego quando tentei emergir no meio da tempestade. Afoguei-me em mim e na minha dor. Mas renasci. Umas vezes mais forte do que outras, mas nunca mais fraca do que no princípio. Sorri para o céu cinzento e sequei as lágrimas pousadas no meu rosto. Voltei a sonhar e a iludir-me de novo. Mas vivi. Inspirei toda a esperança do mundo para manter o pulsar do coração. Agarrei a oportunidade e deixei-me levar em busca de uma aventura perdida por ti. Parti-me em mil doce pedaços ao relembrar e guardar-nos em mim. Mas amei...


ONDE ESTOU

Sem comentários:

Enviar um comentário